Chega de Saudade 
Antônio Carlos Jobim
Vinícius de Moraes

« Testi e canzoni

Giorgio De Chirico - Sothern Song
Chega de saudade
Antônio Carlos Jobim / Vinícius de Moraes

Vai minha tristeza e diz à ela
Que sem ela não pode ser
Diz-lhe numa prece que ela regresse
Porque eu não posso mais sofrer
Chega de saudade, a realidade é que sem ela
Não há paz, não há beleza, é só tristeza
E a melancolia que não sai de mim, não sai de mim, não sai 
Mas se ela voltar, se ela voltar
Que coisa linda, que coisa louca
Pois há menos peixinhos a nadar no mar
Do que os beijinhos que eu darei na sua boca
Dentro dos meus braços os abraços hão de ser milhões de abraços
Apertado assim, colado assim, calado assim
Abraços e beijinhos e carinhos sem ter fim 
Que é pra acabar com esse negócio de viver longe de mim
Não quero mais esse negócio de você viver assim
Vamos deixar desse negócio de você viver sem mim
Tarsila Do Amaral - idilio
Basta saudade
Vai, mia tristezza e dille / Che senza di lei non può essere / Dille con una preghiera che torni / Perché non posso più soffrire / Basta saudade la realtà è che senza di lei / Non c’è pace non c'è bellezza / C'è solo tristezza / E malinconia che non mi abbandona / Non mi abbandona no / Ma se tornerà, se tornerà, / che bella cosa, che pazzia / Saranno meno i pesci che nuotano in mare / Dei baci, che le darò sulla bocca / E nelle mie braccia, gli abbracci saranno a milioni / così forti, così stretti, ... / Abbracci e baci e carezze senza fine / Perché dovrà finire questo tuo / Vivere lontano da me /  Non voglio più, che tu viva così / Ora basta, Vivere senza di te...
Vinícius de Moraes - Antônio Carlos Jobim   H. MATISSE - La-tristezza-del-re
raffaella.fuso@yahoo.it
Copyright 2007- Fuso Raffaella - Tutti i diritti riservati