Aquarela 
Vinícius de Moraes / Toquinho

« Testi e canzoni

 

Como dizia o Poeta
Vinícius de Moraes  / Toquinho

Quem já passou por essa vida e não viveu  / Pode ser mais, mas sabe menos do que eu / Porque a vida só se dá pra quem se deu / Pra quem amou, pra quem chorou, pra quem sofreu / Ah, quem nunca curtiu uma paixão nunca vai ter nada, não / Não há mal pior do que a descrença / Mesmo o amor que não compensa é melhor que a solidão / Abre os teus braços, meu irmão, deixa cair / Pra que somar se a gente pode dividir / Eu francamente já não quero nem saber / De quem não vai porque tem medo de sofrer / Ai de quem não rasga o coração, esse não vai ter perdão 
Como direbbe il Poeta
Chi già passò per questa vita e non visse
Può essere più, ma conosce meno di me
Perchè la vita si da solamente a chi si è dato
a chi amò, a chi pianse, a chi soffrì.
Ah chi mai ha sofferto una passione, mai avrà nulla, no
Non c'è male peggiore dell'incredulità
Lo stesso amore che non ricompensa, è meglio della solitudine
Apri le tue braccia, fratello mio, lascia cadere
Per unirsi la gente può dividere
io francamente già non desidero sapere
di chi non va perchè ha paura di soffrire
e di chi non si è spezzato il cuore
questo non avrà perdono
Vinícius de Moraes

 

  Toquinho
raffaella.fuso@yahoo.it
Copyright 2007- Fuso Raffaella - Tutti i diritti riservati