Alegria Alegria 
Caetano Veloso

« Caetano Veloso
« Testi e canzoni

Caetano Veloso - www.umbriajazz.com  -  Foto G. Belfiore Caetano Veloso - www.umbriajazz.com  -  Foto G. Belfiore
Alegria Alegria 
Caetano Veloso
Caminhando contra o vento, sem lenço, sem documento
No sol de quase dezembro, eu vou
O sol se reparte em crimes, espaçonaves, guerrilhas
Em Cardinales bonitas, eu vou
Em caras de presidentes, em grandes beijos de amor
Em dentes, pernas, bandeiras, bomba e Brigite Bardot
O sol nas bancas de revista me enche de alegria e preguiça
Quem lê tanta notícia
Eu vou por entre fotos e nomes os olhos cheios de cores
O peito cheio de amores vãos
Eu vou, por que não? Por que não?
Ela pensa em casamento, e eu nunca mais fui à escola
Sem lenço, sem documento, eu vou
Eu tomo uma coca-cola, ela pensa em casamento
E uma canção me consola, eu vou
Por entre fotos e nomes, sem livros e sem fuzil
Sem fone e sem telefone no coração do Brasil
Ela nem sabe, até pensei em cantar na televisão
O sol é tão bonito
Eu vou sem lenço, sem documento, nada no bolso ou nas mãos
Eu quero seguir vivendo, amor
Eu vou, por que não? Por que não?
Por que não? Por que não? Por que não?
Allegria Allegria
Caetano Veloso
Camminando contro vento, a testa scoperta e senza documenti
Nel sole di quasi dicembre, Io vado...
Tra i volti di presidenti, Tra grandi baci di amore
Tra denti, gambe, bandiere, Bomba e Brigitte Bardot
il sole sulle riviste nelle edicole, 
Mi riempe di allegria e pigrizia
Chi legge tante notizie?, Io vado
tra fotografie e nomi, Gli occhi pieni di colori
Il petto pieno di amori vani, io vado
Perchè no? Perchè no?” Lei pensa al matrimonio
E io non sono più andato a scuola
A testa scoperta e senza documenti, io vado
Io prendo una Coca Cola, Lei pensa al matrimonio
Una canzone mi consola, Io vado
Tra foto e nomi, Senza libro e senza fucile
Senza fame, senza telefono, Nel cuore del Brasile
Lei neppure sa che ho pensato, di cantare in televisione
Il sole è così bello, Io vado
Senza copricapo, senza documenti, Niente in borsa o in mano, Io voglio continuare a vivere, Amore
Io vado, Perchè no, perchè no?
raffaella.fuso@yahoo.it
Copyright 2007- Fuso Raffaella - Tutti i diritti riservati