Esperanças Perdidas
Délcio de Carvalho

« Testi e canzoni

Ivey Hayes -Danza Africana
Esperanças Perdidas
Délcio de Carvalho
Quantas belezas deixadas nos cantos da vida
Que ninguém quer e nem mesmo procura encontrar
E quando os sonhos se tornam esperanças perdidas
Que alguém deixou morrer sem nem mesmo tentar
E a beleza encontro no samba que faço
Minhas tristezas se tornam um alegre cantar
É que carrego o samba bem dentro do peito
Sem a cadência do samba não posso ficar
Não posso ficar, Eu juro que não
Não posso ficar eu tenho razão
Já fui batizado na roda de bamba
O samba é a corda e eu sou a caçamba 
Quantas noites de tristeza ele me consola
Tenho como testemunha minha viola
Ai! Se me faltar o samba não sei o que será
Sem a cadência do samba não posso ficar!
Speranze perdute
Quante bellezze lasciate nei canti della vita
Che nessuno desidera e nemmeno cerca di incontrare
E quando i sogni diventano speranze perdute
che qualcuno lasciò morire
senza nemmeno tentare
E la bellezza che incontro nel samba che faccio 
le mie tristezze diventano un allegro cantare
E' che porto il samba ben dentro al petto
Senza la cadenza del samba non poso stare
non posso stare
io giurno che no
non posso stare, io ho ragione
già fui battezzato nella "roda de bamba" 
Io e il samba siamo inseparabili
quante notti di tristezza mi consola
Ho come testimonianza la mia chitarra 
Ah se mi mancasse il samba non so quello che sarebbe
senza la cadenza del samba non posso stare!
raffaella.fuso@yahoo.it
Copyright 2007- Fuso Raffaella - Tutti i diritti riservati